Cain Velásquez afirma que foi derrotado por si mesmo contra Ngannou: "Ele nem me tocou"

Ex-campeão dos pesos-pesados diz que foi traído pelo joelho esquerdo em derrota no primeiro round da luta principal do UFC Phoenix: "Eu me derrotei"


Por José Neto em 19/02/2019 às 17:22 hs

Dentro do octógono, Cain Velásquez deu um show de classe e deu todo o crédito ao adversário Francis Ngannou por derrotá-lo via nocaute técnico, no primeiro round da luta principal do UFC Phoenix, no último domingo. Na coletiva de imprensa pós-luta, apesar de manter a classe e o respeito ao camaronês, o tom do ex-campeão peso-pesado do Ultimate foi um tanto diferente. Velásquez afirmou que o único motivo da derrota foi a lesão que sofreu no joelho esquerdo ao tentar uma entrada de queda nas pernas do adversário.

- Foi só o joelho, ele nem, tipo, me tocou, sabe? Foi só o joelho, assim que senti o joelho ceder, foi tipo, não conseguia acreditar que isso aconteceu. E aí acabou. Entrando na perna dele, eu senti que ele meio que me acertou na nuca, mas aquilo nem me arranhou. Nenhum dos socos me arranhou ou fez nada em mim que me fizesse me sentir desequilibrado ou algo assim. Apenas dei a entrada e foi um acidente bizarro o que aconteceu com meu joelho - disse o americano de raízes mexicanas para a imprensa, segundo transcrição do site "MMA Fighting".

A gravidade da lesão ainda não é sabida. Segundo seu treinador de jiu-jítsu, Leandro Vieira, disse ao Combate, Velásquez teria torcida o joelho esquerdo. O peso-pesado disse que pode ter sido algo com o menisco ou com o ligamento cruzado medial. Ele sentiu um estalo ao avançar para cima de Ngannou, e o joelho cedeu quando ele tentou se mover para a esquerda em seguida. Velásquez garante que não teve problemas durante o camp de treinamentos, e que a lesão foi uma fatalidade.

- Eu não consigo acreditar que isso aconteceu. Tendo um ótimo camp para vir aqui, de verdade, tudo que eu disse, o quão forte eu me sentia, tudo isso foi verdade. Eu me senti ótimo lá dentro, relaxado, e aí dei aquele passo que dei com meu pé esquerdo. Eu senti alguma coisa estalar e aí, quando eu tentei dar outro passo, simplesmente me traiu. Meu joelho me traiu, eu não acredito que isso aconteceu. Entrei 100% saudável, 100% preparado e ter esse acidente bizarro, eu não consigo nem acreditar. É muito duro. Esportes são assim, é o que fazemos. Às vezes isso acontece. Só é muito frustrante, porque o fogo dentro de mim é forte, mais forte que nunca. Tive um ótimo camp. E aí isso acontece - lamentou o ex-campeão, que não lutava desde julho de 2016.

Cain Velásquez também não culpou o árbitro Jason Herzog por encerrar a luta, nem Ngannou por atacá-lo e dar marretadas na cabeça uma vez que caiu no solo.

- Foi certo, porque o árbitro viu meu joelho ceder. O trabalho dele é garantir que estejamos 100% seguros e ele fez isso. (...) Eu tenho muito respeito pelo (Ngannou) - eu tenho muito respeito por um monte de lutadores, eu sou assim. Antes da luta, muito respeito, mas estou lá para matá-lo. Depois da luta, muito respeito, especialmente por ele como homem, como competidor. Eu me derrotei hoje à noite - concluiu o peso-pesado.

 

Fonte: https://sportv.globo.com/site/combate/noticia/cain-velasquez-afirma-que-foi-derrotado-por-si-mesmo-contra-ngannou-ele-nem-me-tocou.ghtml



Deixe seu Comentário


 topo

Seja visto por centenas de pessoas diariamente

Cadastre-se agora mesmo em nosso guia comercial, conheça agora mesmo nossos planos !